quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Uma certeza eu tinha...




Eu tenho certeza que me conheço, das pernas abertas ao meu peito carrancudo.
Não me dói olhar os espelhos da vida. Mais o reflexo que ela transmite me arde os olhos.
Minhas curvas são bem torneadas. Meus lábios grossos são desejados ate por mim.
Eu me destruo por dentro quando bebo ate dormir. 
Quando deixo de comer pra transparecer padrões que não sou eu,
Deixo de refletir. Torno-me invisível, desnecessária.
Gosto mesmo é das minhas mãos. São finas e tão fortes,
Onde agarro não solto, não me cai nem a estupidez. 
Posso tocar meus seios, e me suprir do desespero.
As paredes do quarto gritão defeito. Reflexo não é reflexo.
Afogo minhas atitudes entre um copo de vinho.
Era só mais uma paixão.
E um whisky vagabundo que me enche o coração.


Tauana Raio De Luar
#tauanaraiodeluar