terça-feira, 14 de junho de 2011

Você acredita?

Tenho um medo danado de que nossa rotina vire saudade, não posso negar, a medos enormes em mim. Você diz que falar de amor é brega, que não preenche o verso, nem termina uma canção. Mais você não entende que não quero um fim, que sou de olhares e poses. Espere um pouco mais, estamos perdidos, mas garanto que se me abraçar tudo de ruim vai passar, é só questão de acreditar. Você acredita?
Tauana Pizzolatto