terça-feira, 24 de junho de 2014

Fazer-me durar. O que sou ei de ser...


           É como colher a flor, e querer que ela resista ao tempo, sem raízes, sem sol, sem nada. Foi querendo mudar que fui deixando de ser, arriscando sorrisos, segurando as lamentações. Cá entre nós, tenho a alma sofrida coisas de vidas passadas, fui mocinha que fora cedo de mais, em outro momento fui ladra de almas e não resisti ao tempo.
            Nessa nasci feito uma rosa vermelha porem repleta de espinhos, não ei de ser colhida, por mais exalada que seja. O que sou ei de ser, por mais difícil que o momento seja, o amor a de chegar e não modificar o meu querer, e sim contemplar minhas exaltações nos dias de sol, e cuidara do meu descanso ao anoitecer. 


                        Tauana Raio de Luar
                       #tauanaraiodeluar