terça-feira, 31 de julho de 2012

Não me arrependo do que digo.


Não é questão de ofensa, ou algo do tipo. Pode acreditar que se fosse fácil mentir, ai sim ficaria calada. Mas digo com gosto, se não gosto, reforço, se gosto abraço. Aprendi também a mudar de ideia, e que as pessoas não são perfeitas. Tenho um lado meu todo errado, outro porem todo espiritualizado. Dizem que meu nariz é empinado, que sou aquela tal, de ego elevado. Mas quem sou eu pra discordar. Digo por ai verdades, que ferem corações, e me fazem chorar. Arrepender-me, jamais. Não abaixo a cabeça pra ninguém, porque não a necessidade, é esse ponto que queria chegar. Não a ninguém maior ou menor, e não a nada mais belo do que a verdade. Me soa forte e libertadora. 




                         Tauana Pizzolatto Raio De Luar