quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Aquele velho sorriso de amor..


                    Um dia eu disse coisas sem pensar e fiz meu amor chorar, ela sem entender foi fechando as malas e a porta do seu coração. Nunca gostei muito de musica que diziam de mais, coisa chatas sobre amor, e saudades de doer no peito. 
Mas um dia um par de olhos verdes sorria-me a me ver e para agradar comprei uma viola e me pus a cantarolar. Pois todos os dias ela fazia-me bolo e café quente nos finais de tardes, cafune pra completar, mas tinha uma mania de reclamar. 
Que no silêncio da madrugada faz uma falta danada, seu pé no meu pé, sua boca na minha. Joguei uma pedra em sua janela, cantei a canção que aprendi e nada dela. Insisti na cantoria ela irritada que só, ligou á todo volume Cartola em sua vitrola. 
Chorei por dias, ai resolvi quebrar meu violão, desistindo do tão confuso amor.  Uma semana depois tocou a campainha, era a tal moça para quem eu cantava, foi entrando feito furacão, abrindo as janelas da casa, e dando bronca. Mas sorria-me aquele velho sorriso de amor.


                #tauanaraiodeluar
                  Tauana Raio de Luar