terça-feira, 3 de março de 2015

O amor acaba pensei.



       Pode ir embora. E foi assim a ultima conversa, á ultima frase. Tempos antes implorei, me dividia em duas. Cá entre nós, errei também, mas nada mais do que um ciúme bobo, piadas fora de hora, e uma ironia feroz.
        Do mesmo modo que percorria os passos, busquei o diálogo. Mas como quem já esta afogada, á tentativa da fala é em vão.  Já estava predestinada a essa fala tão triste. Amor não se implora, clichê não é?
        Já tinha dado tudo de mim, o corpo a mente, e principalmente o tempo. Pedia o mesmo, erro meu. Erro só meu, injusto achei, então chorei. Cheio de si o desamor partiu, eu só observei, o amor acaba pensei.


                    Tauana Raio de Luar