sexta-feira, 15 de março de 2013

Como é encantador o moço.



De cabelo esvoaçado, e barba longa.
Olhos negros, e pele branca.
Tem consigo a grande estrela;
De alto e esguio;
Sua boca, muito me chama.

Já eu, de pouca proza.
Baixa, e cabisbaixa;
Olhos verdes, revelando coração.
Assim digo, e espero;
Um interesse, um gesto correspondido.

Tem dias, que sorriso eu ganho.
Como é encantador o moço.
Outrora a passar, finge ser outra pessoa.
Foge, e me ignora;
Mas no fundo, é ai que surge o encanto!


Tauana Raio De Luar