sábado, 6 de abril de 2013

Deixar o amor entrar...




Pela porta de frente quem sabe, ou pelas frestas da janela.
Não exijo muito do amor, apenas que venha com um largo sorriso.
E feliz se possível.
Teria que chegar tocar a campainha, ou a porta já deveria estar toda aberta?
Faz tempo que fiz o chá, comprei um bolo, e ate arrisquei fazer algo para degustar.
A TV esta ligada.

Fui lá e desliguei, o que a de pensar o amor, se achar que sou de cabeça a voada.
Mal sabe ele que tenho o corpo todo nas nuvens, mas o coração anda pesado.
E lento está.
Só na angustia da espera, não sou mais boa moça, será que ei de pegar?
Pagar pelos pecados que não consegui segurar, mas juro ter a mente e a alma boa.
Só resta esperar.


Tauana Pizzolatto Raio De Luar