quinta-feira, 30 de outubro de 2014

A independência tem um custo muito caro.



                Nascida de personalidade, o que não se é muito fácil, quando dentro do peito se tem todas as opiniões do mundo. Aquela dita mulher, de peito aberto que não necessita de meras ajudas cordiais. Sabe virar-se na vida, pois a loucura da independência discorre nos passos que da diante da vida. Os tolos ainda não se acostumaram, ela então finge não dar conta de tudo. Pede ajuda sem necessidade, mas ao acumulo disso tudo. No fim ela estoura, feito confetes de festa, desce do salto, e solta um palavrão. Criando brigas e revoluções. Nunca a de intender quem insiste em mandar no seu querer.

                Ela que a de decidir, se o passo que dará, será longo ou curto de mais. Caso erre, se estrepe, convalesça na tristeza, caberá a ela a sofreguidão. Caso vença, o mérito será só dela, e é ai que queria chegar, o medo das coisas darem certo, do não precisar, é o que faz os tolos tão mais tolos. Inveja pode-se citar. Quem tenta impor destino, mal sabe que em fez de molda-la, só expande ainda mais sua sabedoria. O que não quer dizer que não a de sentir como qualquer outra mulher. Tem as unhas vermelhas, de rosto montado, mas de armadura no peito, e espada na mão. 




                         Tauana Raio De Luar
                        #tauanaraiodeluar